Previsão do tempo

Previsão do tempo: Região Norte recebe a primeira chuva do ano agrícola

O volume de chuvas em algumas áreas da Região Norte chegou a 40 milímetros em áreas que plantam soja no Pará. Alguns locais chegaram a registrar até mais: 70 milímetros.

A cidade de Dom Eliseu que fica localizada no Nordeste do Pará registrou a primeira pancada de chuva significativa do chamado ano agrícola, que começa a partir de setembro.

O volume chegou a 40 milímetros na cidade e em outras áreas da região que também plantam soja em novembro foram registrados acumulados de até 70 milímetros. As regiões de Paragominas e Marabá também foram beneficiados por bons volumes de chuva nas últimas 24 horas.

O nordeste do Pará tem o calendário de plantio da soja semelhante ao Matopiba, região que inclui os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. As chuvas também atingiram o norte do Tocantins, o que ajuda na instalação da soja. A boa notícia é que estas pancadas continuam durante as próximas 24 horas, inclusive sobre o sul do Maranhão, uma região que está precisando de umidade desde meados de outubro.

Como fica o fim de semana nas áreas produtoras da metade norte do Brasil?

Na sexta-feira (22) a chuva continua do oeste do Piauí até o Maranhão, mas ainda são pancadas alternadas por períodos de tempo firme e que não trazem volumes expressivos de chuva para os estados. Faz sol e calor do interior da Bahia até o Ceará e faz quase 190 dias que não chove de maneira expressiva, com mais de 10 milímetros acumulados.

No sábado (23), apenas no Maranhão e em parte do Piauí é que tem um pouco de instabilidade que vão trazer pancadas de chuva. O domingo (24) será mais um dia de tempo firme na maior parte do Nordeste, mas existe outra frente fria que aumenta a condição de chuva novamente para a metade sul da Bahia. Ainda chove no Maranhão e no oeste do Piauí, com volumes baixos e alternados por tempo firme. Nas áreas produtoras do norte do Brasil continua chovendo até o fim deste mês e no decorrer de dezembro as pancadas continuam para garantir o desenvolvimento inicial da safra em boa parte da metade norte do país.

Fonte: Tempo Agora

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar