Notícias

Paraná se consolida o 2º maior produtor nacional de leite

Os pecuaristas paranaenses apresentam, há alguns anos, uma competência na produção de leite que foi responsável pelo salto que o Estado na produção da commoditie

Hoje em dia, o Paraná ocupa o segundo lugar no ranking nacional da produção do leite, se posicionando atrás apenas de Minas Gerais, região líder na atividade com tradição secular neste tipo de produção.

O IBGE realizou pesquisa onde o resultado mostra que o Paraná subiu uma posição no ranking nacional do leite em 2015, período em que ficou na frente do Rio Grande do Sul em volume produzido. Após esta movimentação, o Estado vem se mantendo na vice-liderança todos os anos.

Dados de 2018 apontam que o Paraná se consolidou como segundo maior produtor nacional de leite, com produção de 4,37 bilhões de litros, atrás de Minas Gerais com 8,93 bilhões de litros e na frente dos 4,24 bilhões de litros produzidos pelo Rio Grande do Sul.

O Deral e a Seab informam que a atividade dos produtores paranaenses foi responsável por 7% do Valor Bruto da Produção (VBP) Agropecuária do Estado em 2018, sendo esta a quarta colocação entre as atividades do agronegócio, e respondendo por R$ 5,88 bilhões.

Outros números que chamam atenção são os da produtividade. Ano passado, estabeleceu-se na terceira posição com uma média de 3.225 litros por vaca por ano. O estado de Santa Catarina é o campeão do segmento, com média de 3.799 litro/vaca/ano, e Rio Grande do Sul em segundo com 3.441 litros/vaca/ano. Por outro lado, neste quesito Minas Gerais não se destaca tanto, com produtividade de 2.839 litros/vaca/ano, ficando na quarta colocação.

Com estes dados, é possível dizer que a região Sul se destaca das demais, tanto em produção quanto em produtividade. Importante relembrar que nos últimos 20 anos a produção de leite na região Sul um importante avanço na produção e produtividade, fatores que consolidaram a região como a principal produtora, respondendo por 34,2% do total, desbancando a tradicional liderança da região Sudeste. Em comparação, entre 1998 e 2018, a produção de leite aumentou 169% no Paraná, enquanto em Minas Gerais foi de 57%.

Guilherme Souza Dias, técnico do DTE – Departamento Técnico e Econômico da FAEP, o bom desempenho dos produtores de leite paranaenses é composto por quatro pilares fundamentais: nutrição, genética, sanidade e gestão.

Fonte: Agroadvisor

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar