Notícias

Ministro suspende tabela de frete após pressão de caminhoneiros

A tabela de frete será suspensa nesta segunda-feira(22), disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e a assessoria de imprensa do ministério informou que a suspensão deve vigorar até quarta-feira, quando o ministro se reunirá com representantes dos caminhoneiros, que manifestaram contrariedade com a versão mais recentes da tabela.

“Ela está suspensa e, portanto, volta a valer a antiga, até que consigamos construir consenso”, disse o ministro à Reuters por mensagem.

De acordo com a assessoria da pasta, o ministério encaminhou ofício à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pedindo formalmente a suspensão cautelar da nova versão da tabela, o que deve ocorrer ainda nesta segunda-feira.

De acordo com o ministério, Tarcísio tem mantido diálogo frequente com lideranças dos caminhoneiros, que no ano passado fizeram uma greve que gerou desabastecimento e forte impacto na performance da economia. A categoria apoiou, em sua maioria, o presidente Jair Bolsonaro na campanha eleitoral do ano passado.

A nova tabela de fretes, aprovada após quatro rodadas de audiências públicas realizadas neste ano, foi elaborada pela Esalq-Log, da USP, e a próxima revisão oficial está prevista apenas para o início de 2020. A tabela, agora suspensa, foi publicada pela ANTT na quinta-feira e passou a vigorar no sábado.

Por solicitação do MINFRA, ANTT deve suspender de forma cautelar tabela de frete (nota oficial)

O Ministério da Infraestrutura solicitou formalmente à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que delibere sobre a suspensão cautelar da resolução que instituiu o novo piso mínimo para o frete do transporte rodoviário de cargas. Uma audiência extraordinária está marcada para as 18h desta segunda-feira (22/07) e uma nova rodada de reuniões com representantes do setor e do governo acontecerá nesta quarta (24/07).

Em ofício encaminhado à agência assinado pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas, é ressaltado que foi observada “uma insatisfação em parcela significativa dos agentes de transporte” e que “diferenças conceituais quanto ao valor do frete e o piso mínimo que pode repercutir na remuneração final dos caminhoneiros” devem ser novamente discutidas com a categoria.

O diálogo segue sendo o principal mecanismo com o qual vamos buscar o consenso no setor de transportes de cargas. Por isso a importância em dar continuidade às reuniões. Estamos desde o início do ano com as portas abertas no ministério e esta tem sido a melhor forma de dar transparências às decisões que estão sendo tomadas em conjunto“, explicou o ministro Tarcísio Freitas.

Para entender esta polêmica leia a matéria sobre a mudança dos percentuais que seriam cobrados com o ajuste proposto.

tabela antt
https://agronewsbrasil.com.br/piso-minimo-de-frete-cai-ate-44-com-nova-tabela/

Piso mínimo do frete cai até 44% com nova tabela ANTT

Resolução beneficia principalmente o agronegócio e causa revolta aos caminhoneiros que transportam grãos.
Uma nova tabela com pisos mínimos de fretes publicada nesta quinta-feira (18) pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) trouxe alívio para o agronegócio e revoltou os caminhoneiros, principalmente os que transportam grãos. Cálculos feitos pela reportagem mostram que, em determinado percurso, o custo mínimo para carregar granéis caiu 44% na comparação com a tabela divulgada em janeiro.

Os valores previstos na resolução 5.849 da ANTT começam a vigorar neste sábado (20) e foram definidos após a contratação pela agência da Esalq-Log, fundação ligada à USP (Universidade de São Paulo). Apesar da participação dos caminhoneiros nas audiências públicas realizadas neste ano em várias cidades, eles dizem que não imaginavam que seriam prejudicados ao final do trabalho.

Leia o restante da matéria em: https://agronewsbrasil.com.br/piso-minimo-de-frete-cai-ate-44-com-nova-tabela/

Por: AGRONEWS BRASIL, com informações da Assessoria Especial de Comunicação – Ministério da Infraestrutura e Reuters

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar