Notícias

Consumidor se importa e valoriza empresas que se preocupam com bem-estar animal

Programa de bem-estar está inserido nos pilares de sustentação em todas as unidades da Marfrig

As pessoas estão mais conscientes e preocupadas com a origem dos produtos que adquirem. É natural, portanto, que queiram conhecer e entender a trajetória que leva os alimentos do campo para o varejo. A transparência nos rótulos e embalagens foi considerada, neste ano, a principal tendência deste mercado, segundo a Innova Market Insights, consultoria holandesa, especializada em estudos no setor de alimentos e bebidas. No caso das carnes, o processo que envolve o abate, principalmente, se torna relevante. O Instituto Certified Humane Brasil, entidade sem fins lucrativos, com o objetivo de representar a Humane Farm Animal Care na América do Sul, ressalta que o consumidor se importa e valoriza empresas que se preocupam com bem-estar animal.

O instituto reforça que, para 91% dos consumidores brasileiros, produtos originados de animais submetidos às boas condições de manejo em todos os segmentos (propriedade, transporte e frigorífico) tem mais qualidade. Para a maioria das pessoas, é possível supor que essa percepção esteja baseada no senso comum, mas a verdade é que os pesquisadores avançaram e comprovaram cientificamente essa realidade. Um exemplo é a constatação de que a carne de animais submetidos a um manejo mais cuidadoso, que vise as boas práticas e fatores menos estressantes, tem características físicas e químicas mais agradáveis ao paladar.

No estudo sobre os efeitos e tipo de veículo utilizado para o transporte de bovinos como indicador do bem-estar animal, fica comprovado que, quando há maior esforço físico e estresse psicológico (decorrente do estado emocional de medo do animal), ocorrem alterações no pH da carne. Um dos fatores que é importante na promoção de melhorias durante o manejo dos animais, também para a redução dos custos de produção, é atribuído a programas de treinamentos que contribuem com as mudanças comportamentais em relação aos cuidados de manejo com os animais. Com base em estudos sobre este tema, é possível afirmar que pessoas capacitadas e comprometidas com o processo que envolve o bem-estar animal podem contribuir para a melhoria da qualidade da carne.

O bem-estar está entre as prioridades da Marfrig Global Foods desde 2004. O conceito está presente em todas as unidades. “Há mais de uma década intensificamos os trabalhos sobre esse assunto, por entender que o tratamento deve ser digno durante todo o ciclo de vida do animal”, explica Alessandra Tondatto, responsável pela área de bem-estar animal da Marfrig Beef Brasil. Ela também acrescenta que a utilização de métodos que garantam qualidade de vida contribui para a cadeia como um todo, assim como para o resultado final dos produtos, uma vez que as perdas são menores e a qualidade superior. Assim, além de proporcionar melhores condições para os animais, os processos trazem mais segurança para os produtos e consequente satisfação dos clientes.

Para a eficiência dos métodos e treinamento de pessoas, existe na Marfrig um departamento exclusivo para tratar os assuntos relacionados ao bem-estar animal. “Nossas unidades de processamento de bovinos possuem pelo menos um técnico, zootecnista ou veterinário, altamente capacitado, que juntamente com pessoas treinadas e comprometidas, repercute de forma positiva na qualidade do manejo”, explica. Outro detalhe colocado pela especialista é que a companhia promove  campanhas  de conscientização para  vários  públicos, e fornece materiais informativos e treinamentos sobre o tema para profissionais das propriedades fornecedoras de animais. Os treinamentos proporcionam mudanças de hábito no comportamento humano e influenciam para a adesão às práticas menos aversivas, o que contribui também na reação dos animais. “Já fizemos algumas edições teóricas e práticas durante os processos na indústria com motoristas prestadores de serviço no transporte de cargas vivas e o resultado é muito positivo. É surpreendente a forma de interação e reformulação de conceitos atribuídos no manejo racional quando deparado com o resultado acompanhado no cenário (in loco) durante o processo de abate”.

“As pessoas que trabalham diretamente com os animais, desde o embarque até o manejo dentro das unidades, são cientes da responsabilidade que permeia o bem-estar animal. Essa consciência é cultivada através de treinamentos internos e externos, regulares e com revisões frequentes.” Estar inserido no conceito de bem-estar animal não se restringe apenas a estar de acordo com uma questão politicamente correta. Hoje, a demanda ultrapassa essa barreira e reflete em uma cadeia muito mais ampla, que começa no campo e se cascateia à mesa, aos valores e ao bem-estar também do consumidor final.

Sobre a Marfrig Global Foods

A Marfrig Global Foods é uma das maiores companhias de alimentos à base de proteína animal do mundo formada pelas Divisões Beef e Keystone. A Companhia tem unidades produtivas, comerciais e de distribuição instaladas em 12 países, é também uma das empresas brasileiras de alimentos mais internacionalizadas e diversificadas. Seus produtos, vendidos para grandes cadeias de restaurantes e supermercados, chegam à mesa de milhões de consumidores em aproximadamente 100 países diariamente.

Sobre a Divisão Beef

A Divisão Beef do Marfrig Global Foods é a terceira maior produtora de carne bovina do mundo, com operações na América do Sul. Seus produtos são reconhecidos mundialmente pela qualidade premium, reflexo de um modelo de produção que respeita aspectos legais, ambientais e de bem-estar animal. A Divisão Beef dissemina informações e promove iniciativas para estimular melhorias incentivando adoção de boas práticas no manejo dos animais em todas as regiões em que atua, o que resulta em produtos mais seguros para milhões de consumidores.

Por Agronews

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar