Diárias de Mercado

Café: na Bolsa de Nova York, cotações seguem em queda nesta 2ª feira

O mercado futuro do café arábica iniciou a sessão desta segunda-feira (11) com quedas de até 160 pontos na Bolsa de Nova York (ICE Future US)

Por volta das 8h55 (horário de Brasília) o contrato com vencimento em dezembro/19 registrava queda de 155 pontos e era negociado a 107,90 cents/lpb, março/20 tinha queda de 150 pontos, cotado a 111,35 cents/lpb, maio/20 caia 155 pontos, por 113,65 cents/lpb e julho/20 caia 160 pontos, cotado a 115,80 cents/lpb.

Já o dólar registrava alta de 1,83% e era cotado a R$ 4,168 na venda. A moeda mais alta tende a aumentar as exportações. O Brasil é maior produtor e exportador de café do mundo.

Na sexta-feira (8), sites internacionais ainda destacavam o défict projetado pela Organização Mundial do Café (OIC) para a safra 2019/20. “A preocupação com o fornecimento mais apertado estimulou a compra de café por fundos nesta semana”, afirmou o Barchart.

Na sexta-feira, o mercado interno acompanhou as movimentações da Bolsa de Nova York e também registrou algumas variações no Brasil.

O tipo 6 duro teve elevação de 2,68% em Poços de Caldas/MG e encerrou as cotações por R$ 460,00. Varginha/MG teve alta de 3,19%, por R$ 485,00. Guaxupé/MG teve aumento de 1,06% e preço estabelecido por R$ 476,00. Em Franca/SP o aumento foi de 1,05% e valor estabelecido em R$ 480,00.

Por AGRONEWS BRASIL – Fonte: Notícias Agrícolas

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar