Mercado Financeiro

Brasil exportou 3,2 mi de sacas de café em julho, maior volume em 05 anos

No acumulado de 12 meses terminados no mês passado, embarques somaram 42,1 milhões de sacas, um recorde para o período

O Brasil exportou o maior volume de café para o mês de julho nos últimos cinco anos. No mês passado, o país embarcou embarcou 3,2 milhões de sacas, um crescimento de 28,2% em comparação com o mesmo mês em 2018, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (9/8) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

O faturamento aumentou 5,1% na mesma comparação, totalizando US$ 378,2 milhões. Um desempenho determinado pelo maior volume embarcado, já que o preço médio registrado em julho, de US$ 119,7 a saca de 60 quilos, foi 18% inferior ao do mesmo mês em 2018.

“Mais uma vez, os negócios do café brasileiro com o exterior se mostram
consolidados, graças à eficiência e forte compromisso com a sustentabilidade de toda a cadeia produtiva e comercial do Brasil”, afirma o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, no comunicado divulgado pela entidade.

De janeiro a julho deste ano, os embarques totalizaram 23,5 milhões de sacas, 37,6% em comparação com o mesmo intervalo em 2018. O faturamento foi 11% superior na mesma comparação, com os exportadores contabilizando US$ 2,9 bilhões. No intervalo de 12 meses encerrado em julho, foram 42,1 milhões de sacas de café brasileiro para o mercado internacional, volume recorde para o período.

De janeiro a julho, os principais destinos do café brasileiro foram os Estados Unidos, que importaram 4,4 milhões de sacas de café (18,7% do total embarcado no período); Alemanha, com 3,9 milhões de sacas importadas (16,7% da participação total no período) e Itália, com 2,1 milhões de sacas (9%).

Depois aparecem Japão, com 1,7 milhão de sacas (7,3%); Bélgica, com 1,5 milhão de sacas (6,5%); Turquia, com 719,9 mil sacas (3,1%); Reino Unido, com 621,6 mil sacas (2,6%); Federação Russa, com 603,6 mil sacas (2,6%); Canadá, com 514 mil sacas (2,2%); e Espanha, com 500,3 mil sacas (2,1%).

“Quase todos os principais países consumidores de café brasileiro registraram, no ano civil, aumento na importação do produto, comparando com o mesmo período do ano passado. Os destinos que registraram maior crescimento no consumo de café brasileiro foram a Espanha (crescimento de 51,5%); Bélgica (crescimento de 50,8%); EUA (49,6%); e Alemanha (45,9%)”, diz o relatório do Cecafé.

Etiquetas
Continuar lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar